Reprodução da imagem: hindustantimes.com

 

Segundo publicação do InfoMoney, o desabamento de 19% das ações do Facebook, após a divulgação do seu resultado, levou a rede social a perder 119 bilhões – a maior queda de valor de mercado de uma empresa, em um dia, na história dos Estados Unidos.

 

Mark Zuckerberg mostra otimismo em sua fala atual, deixando claro que sempre se busca inovar em todos os aspectos da rede social, para continuar conectando pessoas.  A polêmica envolvendo o Facebook começou com uma investigação independente feita pelos jornais The New York Times e The Observer, que descobriram que uma empresa de dados analíticos (que presta serviços para organizações políticas e empresas, tendo como cliente a equipe de Donald Trump nas eleições passadas) obteve acesso fácil aos dados de mais de 50 milhões de usuários da rede. 

 

Contudo, o que, nós, usuários da rede devemos observar e aprender? Selecionamos três pontos a serem levados em conta:

 

Segurança importa – e muito

Foi uma crise de segurança que balançou a imagem do Facebook na atualidade. Isso quer dizer que, mesmo se tratando de uma rede social bilionária, a confiança do usuário pode se afetar grandemente quando envolve seus dados, suas vidas, o que de fato é seu e foi compartilhado confiando que não seria usado de forma invasiva/inapropriada. É uma questão de confiança, do quanto você está seguro, inclusive, para estar como empresa em um ambiente digital. 

 

Inovar todos os dias, porque sim

Quando o fundador do Facebook se posiciona dizendo que haverá mais inovação para manter as pessoas conectadas, a comunidade de usuários que não se liga às tendências do meio digital pode não dar muita atenção. Mas, para quem trabalha diariamente para conectar, alcançar e motivar pessoas através de um canal digital, isso é o mínimo a se esperar. Agências, como nós da 4Pix, que gerenciamos contas de clientes, estamos diariamente em contato com as ferramentas disponibilizadas pelo Facebook Business e esperamos que, com o valor dos nossos clientes investido, tenhamos sempre mais atenção, formas simples e assertivas de impactar os usuários – sem excluir, jamais, a premissa da segurança.

 

Visão mais ampla: não existe apenas o Facebook

Com toda a polêmica, muitas pessoas, empresas, instituições no geral, se questionaram quanto ao fim do Facebook. Se seria o momento em que a rede social perderia todos os usuários e deixaria de existir? Não, são bilhões de usuários ativos, investimentos e ações. Não se trata de uma mera rede de entretenimento. O Facebook é local de negócio, e isso faz com que o cenário e a discussão acerca da tomada de decisões sobre descontinuar um canal desses seja bem mais complexa e densa. Contudo, a degradação pode acontecer, sim, como em tantos outros canais que já vimos e estivemos.

Essa é uma oportunidade para um olhar mais detalhado e amplo.

Não se trará de estar fora da rede social, de tomar a decisão de sair de um local que há milhares de pessoas que podem ser impactadas pela sua marca ou iniciativa. Mas sim, de investir em mais ações, locais, ferramentas e canais digitais, para assegurar a efetividade comunicativa e também os resultados dos investimentos feitos em marketing digital.

 

Saiba como ampliar a estratégia digital da sua empresa, fale conosco!